Posees la dulzura que da tu tierra, y el don de llegar hasta el fondo de los adentros cuando se te lee. Además de ser todo un señor de las palabras y en la vida.

Gracias Lorenzo por estar en mi rincón.

 

El Rinconcito de Lorenzo Yucatán.

 


 

ELA VIROU MINHA CABEÇA... 

A mensagem chega... 
Bonita e envolvente; 
Impecável... e cheia de pecados... 

E pega este consorte, ainda fiel convicto, 
Em progressiva vulnerabilidade. 
A cada dia mais propenso a romper 
Com essas raízes... e a passar pro outro lado... 

Seus textos me dão calafrios, 
Minhas pernas ficam trêmulas, 
Meu coração acelera... 
"Seguro as pontas" para não "chutar o balde"... 

Quando ouço sua voz, de longe, 
Viajo em fantasias, a vida fica tão bela... 
Ela, que era só minha amiga... 
Ela, que está me pondo à loucura. 



Como é rude a visão da Sociedade!... 
Se não fossem seus burburinhos, 
Já teria largado tudo 
E partido pros braços dela... 

Lorenzo Yucatán 
08/12/2002 

ELLA CAMBIÓ MI CABEZA...

Lorenzo Yucatán
(Versión de Alberto Peyrano) 

El mensaje llega... 
Bonito y envolvente; 
Impecable... cargado de pecado... 

Y toma a este marido, aún fiel convicto, 
En progresiva vulnerabilidad. 
Cada día más propenso a romper 
Con las raíces... y pasar al otro lado... 

Sus textos me dan escalofríos, 
Mis piernas quedan rígidas, 
Mi corazón se acelera... 
y me aseguro entero para no mentir... 

Cuándo oigo su voz, de lejos, 
Viaja mi fantasía, la vida se torna bella... 
Ella, que era sólo mi amiga... 
Ella, me lleva ahora a la locura. 

Cuán ruda es la visión de la sociedad!... 
Si no tuviera esos rumoreos, 
Ya habría largado todo 
Y partido hacia sus brazos... 



ELA SURGIU DO NADA 

Eu não via motivos para olhar de lado,
Nem tinha a vontade de perder a linha...
Mas o cambaleio por ela provocado
Bateu forte na estrutura minha.

Do nada, ela surgiu como quem
Nada tinha pra mudar os anais...
E eu, que já era de alguém,
Em reviravoltas pensara jamais.

Acontece que seu arsenal literário
Aos poucos dominou meu coração
E, tal qual o mais terrível adversário,
Me deixou indefeso, sem ação.

Estou pensando em mudar de teto,
Às favas minha vida privada!...
Vou às pegadas do amor secreto,
Em busca de quem surgiu do nada...

Lorenzo Yucatán
22/12/2002



NOSSAS NOITES 


Nossas noites têm sido o paraíso, 
Que sempre busquei e não conseguia. 
Elas me deram de volta o que preciso: 
Amor, prazer e alegria... 

Nossas noites me parecem um sonho, 
Verdadeiro presente de Deus, 
Quanto mais em seus enlevos me ponho, 
Mais você ganha os carinhos meus. 

Nossas noites de amor virtual, 
Que chega às madrugadas em plena loucura, 
Superam com sobras um encontro real, 
Fartas em fantasias e paixão pura. 

Nossas noites de prazeres telepáticos, 
Nos brindam com as delícias do amor, 
Com ingredientes psicossomáticos, 
De mútua entrega, com muito fervor. 

Nossas noites de convictos amantes, 
Em que a paixão é um imperativo, 
Cultivam um impulso sem variantes 
Rumo ao abraço ao vivo e definitivo. 


Lorenzo Yucatán 
01/02/2003 

NUESTRAS NOCHES

Lorenzo Yucatán
(Versión de Alberto Peyrano)


Nuestras noches han sido el paraíso, 
Que siempre busqué y no conseguía. 
Ellas trajeron lo que necesito: 
El amor, el placer y la alegría... 

Nuestras noches me parecen sueños, 
un presente rayano en lo divino, 
Cuanto más en ellas me extasío, 
Más ganas tú mi gran cariño. 

Nuestras noches de amor virtual, 
de madrugadas en plena locura, 
Superan con creces un encuentro real, 
porque tienen fantasía y pasión pura.

Nuestras noches de telepático placer, 
Nos brindan las delicias del amor 
Con ingredientes psicosomáticos 
De mutua entrega, de intenso fervor. 

Nuestras noches de convictos amantes, 
En que la pasión es un imperativo, 
Cultivan un ímpetu sin variantes 
Rumbo al abrazo en vivo y definitivo.



POR QUE SÓ AGORA, CORAÇÃO? 

Por que só agora, coração,
Você se mostra tão sensível?
Por que tão intrépida reação,
Ao sabor de um amor impossível?

Por que, coração, só agora,
O amor lhe faz tanto estrago?
Sinto, irreversível, indo embora,
A tênue esperança que ainda trago.

Nesta rota da existência, tão comprida,
Pródiga em fortes emoções também,
Tarde, surgiu a mulher de minha vida,
E a você, coração, não fez nada bem.

Você, coração, maduro e calejado,
Sentiu bastante aquilo que eu temia,
Acusou muito forte o golpe, debilitado;
Derrota dura do amor para a poesia.

Uma pilha de sentimentos você carrega,
Tal e qual um artesão de meu destino,
Ainda espero que se safe dessa refrega,
Saindo incólume de todo esse desatino.

Volte à calmaria, coração, por favor!...
Tudo vamos, sim, superar passo a passo;
Nem todo poeta se domina pelo amor,
Por favor, recupere logo seu compasso.

Coração, quero senti-lo forte ao peito,
Superando dissabores como meta,
Curvo-me, derrotado, a um sonho desfeito
Pelas aspirações de quem nasceu poeta.

Lorenzo Yucatán
14/junho/2003

POR QUÉ SÓLO AHORA, CORAZÓN?


Lorenzo Yucatán
(Versión de Alberto Peyrano)


Por qué sólo ahora, corazón, 
te muestras tan sensible? 
Por qué tan intrépida reacción, 
Al sabor de un amor imposible? 

Por qué, corazón, sólo ahora, 
El amor te produce tanto estrago? 
Siento, irreversible, yéndome, 
La esperanza tenue que aún conservo. 

En esta larga ruta del vivir, 
pródiga en fuertes emociones, 
la mujer de mi vida surgió tarde, 
Y a ti, corazón, no te hizo nada bien. 

Tú, corazón maduro, encallecido, 
Sentiste mucho lo que yo temía, 
Acusaste fuerte el golpe, debilitado; 
Derrota dura del amor para la poesía. 

Una pila de sentimientos vas cargando, 
Tal cual de mi destino el artesano, 
Aún espero que esquives la refriega, 
Saliendo airoso de todo desatino. 

Vuelve corazón, vuelve a la calma!... 
Todo lo superaremos paso a paso; 
A ningún poeta lo domina el amor, 
Por favor, recupera otra vez tu compás. 

Corazón, quiero sentirte fuerte en mi pecho, 
Superando sinsabores como meta, 
Me inclino, derrotado, ante un sueño deshecho 
Por las aspiraciones de quien nació poeta.

NOSSA NOITE....


Amor da minha vida, aqui estamos,
Segure minha mão, me abrace,
Perdida estou de emoção, aperte-me forte,
Preciso acreditar nessa realidade...
Aqui juntos, nós dois, a noite e o amor,
Nada entre nós, só a lua, as estrelas,
Olhe prá mim e diga que não estou sonhando...
Tome-me em você, me abrace... 



Finalmente, querida, o tão esperado momento chegou...
Estamos, juntinhos, na nossa primeira noite de amor.
Momento que tanto buscamos!... Almejado por mim e
Aguardado por você. Uma vontade de ambos...
Tudo como o corolário de uma expectativa
Que virou uma paixão incontida e aflogística.
Sustentada a uma atração mútua e crescente,
Exigindo este encontro ao vivo e para sempre.



Que bom amor, ouvir sua voz de pertinho,
Ter seus beijos seus abraços, poder
Caminhar com você, nesse passo seguro,
Amparada por sua mão... seu carinho
E nunca, nunca mais sentir saudade
E nem ter que dizer adeus...
Perdoe se choro, é emoção amor meu!



Você não percebeu ainda, amor, mas,
Uníssonos nos suspiros, estamos chorando os dois.
A emoção que faz você verter lágrimas é a
Mesma que me põe, tomado pelo muito que a amo,
A enxugar ambos os lados de seu rosto...
Preparando-os para receber meus beijos ternos,
Preliminares do momento em que meus lábios
Alcançarão os seus, ponto inicial 
de uma estrada de delírios.

Marilena Trujillo
*Mari*

Lorenzo Yucatán
02.08.2003
Direitos autorais reservados



NUESTRA NOCHE....

Marilena Trujillo & Lorenzo Yucatán
(Versión de Alberto Peyrano) 


Amor de mi vida, aquí estamos, 
asegura mi mano, abrázame, 
Perdida estoy de emoción, apriétame fuerte, 
Necesito creer en esta realidad... 
Aquí juntos, nosotros dos, la noche y el amor, 
Nada entre nosotros, sólo la luna, las estrellas, 
Mírame y di que no sueño... 
Tómame, abrázame... 



Finalmente, querida, el esperado momento llegó... 
Estamos, juntitos, en nuestra primera noche de amor. 
Momento que tanto buscamos!... Ansiado por mí y 
Aguardado por ti. Una voluntad de a dos... 
Todo es como el corolario de una expectativa 
Que volvió en pasión incontenida y calcinante. 
Sosteniendo una atracción mutua y creciente, 
Exigiendo este encuentro en vivo y para siempre. 



Qué bueno amor, oír tu voz tan cerca, 
Tener tus besos, tus abrazos, poder 
Caminar contigo tan segura, 
Amparada por tu mano... tu cariño 
Y nunca, nunca más sentir añoranza 
ni tener que decir adiós... 
Perdona si lloro, es emoción amor mío! 



No lo percibiste aún, amor, pero 
aunando nuestros suspiros, estamos llorando los dos. 
La emoción que te hace verter lágrimas es la 
Misma que me manda, por lo mucho que te amo, 
A enjugar ambos lados de tu rostro... 
Preparándolo para recibir mis besos tiernos, 
Preliminares del momento en que mis labios 
Alcanzarán su punto inicial 
en una carretera de delirios. 



A SAUDADE QUE EU NÃO SINTO


Um pouco além da metade de uma
estrada que sonhara linda, percebi
que os desarranjos dos passos iniciais
tinham mudado meus rumos de chegada.

Andando a esmo, perdida em uma enorme 
e escura estrada, procurava por algo que me orientasse ,
me desse um rumo a seguir, alguém que me estendesse a mão,
e encontrei você como se fora um anjo salvador.

Eu, que previra concluir o percurso
com o brilho do sol, passei a ver nuvens
cinzentas e pedras na pista, impedindo-me
de enxergar a felicidade na reta final.

Ao sentir o calor que emanava de sua pele
me senti reconfortada, confiante de que tudo iría mudar,
o céu com suas estrelas começaram a iluminar o meu caminho
e percebi que ali estava aquele que eu tanto procurava

Quando buscava carinho e afagos,
recebia cobranças e incompreensão.
Nas necessidades de uma voz amiga,
a verborréia fazia doer meus ouvidos.

Vem ao meu encontro querido, que meu abraço
vai lhe reconfortar, vou sussurrar palavras de carinho
aos seus ouvidos machucados, numa voz melodiosa
que o fará elevar-se e sentir a doçura da compreensão.

Como eram vazios aqueles dias!
Nos limites do desespero, já quase
sem esperanças, procurava reverter
um projeto de vida, um caminho a seguir.

"Esqueça meu querido", esse tempo já passou,
hoje o sol esta mais radiante, as estrelas mais brilhantes,
somos como dois pássaros que gorjeiam em uníssono,
que voam felizes em busca da liberdade

Àquela altura do trajeto, numa mágica e
a mando de Deus, você entrou rápido na raia,
deu-me a mão, prosseguindo em passos firmes,
cordata às minhas perspectivas e objetivos.

Nosso mundo será só nosso,
hoje somos dois, amanhã seremos um ,
os ideais, os sonhos e as ilusões vão se fundir 
e teremos que alcançar apenas um objetivo que é a felicidade.

Ali, você me surgiu como retomada de rota,
como o antígeno da indiferença.
Uma espécie de vibração personalizada,
que me repatriou o ânimo e o gosto pela vida.



Ah! meu amor, se soubesse o quanto esperei,
como sonhei em encontrar um alguém como você,
que me transmitisse esse carinho, essa vibração,
esse carisma que me faz sentir viva .



Com você, recuperei minha outra metade
e a encafuada cumplicidade que buscava.
Me refiz com seus beijos, com seus abraços;
com a mulher ajustada à minha sede de amor.

Em seus braços me sinto transportada para outras paragens,
onde só existe o belo, tudo é paz , harmonia, uma sintonia
perfeita entre dois seres que nasceram para se unir
em determinado tempo, valorizando o sofrimento do passado.



Agora, ao lado do anjo de meus anseios,
enxergo de novo tudo claro à frente.
E não sinto um pingo de saudade, sequer...
do fardo que trazia antes de você aparecer.
Nessa nova etapa de nossas vidas , teremos todo o tempo
necessário para desfrutar dos prazeres do paraíso,
as lembranças ficarão nas cinzas do passado e os anjos
passarão para abençoar este enlace de duas almas
que estavam destinadas ao encontro no fim de uma estrada.

Lorenzo Yucatán
10/08/2003





Su E_mail, pincha en la imagen.